African Journal of
Agricultural Research

  • Abbreviation: Afr. J. Agric. Res.
  • Language: English
  • ISSN: 1991-637X
  • DOI: 10.5897/AJAR
  • Start Year: 2006
  • Published Articles: 6714

Full Length Research Paper

Environmental conditions of the interior of the tropical forest and regeneration of tree species

José Eduardo Macedo Pezzopane
  • José Eduardo Macedo Pezzopane
  • Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo, Av. Governador Lindemberg, 316, Jerônimo Monteiro, ES, 29550-000, Brasil.
  • Google Scholar
Gilson Fernandes da Silva
  • Gilson Fernandes da Silva
  • Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo, Av. Governador Lindemberg, 316, Jerônimo Monteiro, ES, 29550-000, Brasil.
  • Google Scholar
Eduardo Alvarez Santos
  • Eduardo Alvarez Santos
  • Departament of Agronomy, Kansas State University, Manhattan, KS, USA.
  • Google Scholar
Miguel Angel Herrera Machuca
  • Miguel Angel Herrera Machuca
  • Departamento de Ingeniería Forestal, Edificio Leonardo da Vinci, Campus de Rabanales, 14071-Córdoba, Spain.
  • Google Scholar
Talita Miranda Teixeira Xavier
  • Talita Miranda Teixeira Xavier
  • Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo, Av. Governador Lindemberg, 316, Jerônimo Monteiro, ES, 29550-000, Brasil.
  • Google Scholar


  •  Received: 09 February 2017
  •  Accepted: 02 March 2018
  •  Published: 05 April 2018

References

Barthelemy Y, Patrice S, Salifou T, Jeanne MR, Victor H (2015). Floristic diversity of Piliostigma associations in relation to latitudinal gradient, soil and climate variables in Burkina Faso, West Africa. Trop. Ecol. 56(1):57-76.

 

Botrel RT, Oliveira Filho AD, Rodrigues LA, Curi NIL TON (2002). Influência do solo e topografia sobre as variações da composição florística e estrutura da comunidade arbóreo-arbustiva de uma floresta estacional semidecidual em Ingaí, MG. Rev. Bras. Bot. 25(2):195-213.
Crossref

 
 

Carvalho WA, Oliveira-Filho AD, Fontes MAL, Curi N (2007). Variação espacial da estrutura da comunidade arbórea de um fragmento de floresta semidecídua em Piedade do Rio Grande, MG, Brasil. Rev. Bras. Bot. 30(2):315-335.
Crossref

 
 

De Gasper AL, Uhlmann A, Vibrans AC, Sevegnani L (2015). Variação da estrutura da floresta estacional decidual no estado de Santa Catarina e sua relação com altitude e clima. Ciência Florestal 25(1):77-89.
Crossref

 
 

Ferreira-Júnior WG, Silva AF, Schaefer CEGR, Neto JM, Dias AS, Ignácio M, Medeiros MCMP (2007). Influence of soils and topographic gradients on tree species distribution in a Brazilian Atlantic Tropical Semideciduous Forest. J. Bot. 64(2):137-157.
Crossref

 
 

Garcia CC, Reis MDGF, dos Reis GG, Pezzopane JEM, Lopes HNS, Ramos DC (2011). Regeneração natural de espécies arbóreas em fragmento de floresta estacional semidecidual Montana, no dominio da Mata Atlântica, emViçosa, MG. Ciênc. Florestal, 21(4):677-688.

 
 

Geihl ELH, Jerenknow JA (2008). Gradiente estrutural no componente arbóreo e relação com inundações em uma floresta ribeirinha, rio Uruguai, sul do Brasil. Acta Bot. Bras. 22(3):741-753.
Crossref

 
 

Higuchi P, Ana Carolina da Silva, Tiago de SF, Sheila de TS, Juliano PG, Karina da MS, Kristiana dos FS, Caroline L, Patrícia da SP (2012). Influência de variáveis ambientais sobre o padrão estrutural e florístico do componente arbóreo em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana em Lages, SC. Ciênc. Florestal 22(1):79-90.
Crossref

 
 

Higuchi P, Oliveira-Filho AT, Silva ACD, Machado ELM, Santos RMD, Pifano DS (2008). Dinâmica da comunidade arbórea em um fragmento de floresta estacional semidecidual montana emLavras, Minas Gerais, em diferentes classes de solos. Rev. Árvore 32(3):417-426.
Crossref

 
 

Higuchi P, Reis MDGF, Reis GD, Pinheiro AL, Silva CD, Oliveira CD (2006). Composição florística da regeneração natural de espécies arbóreas ao longo de oito anos em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual, em Viçosa, MG. Rev. Árvore 30(6):893-904.
Crossref

 
 

Keeling HC, Phillips OL (2007). A calibration method for the crown illumination index for assessing forest light environments. For. Ecol. Manage. 242(2/3):431-437.
Crossref

 
 

Machado EL, Oliveira-Filho AT, Van Den Berg E, Carvalho WA, Souza JS, Marques JJGSM, Calegário N (2008). Efeitos do substrato, bordas e proximidade espacial na estrutura da comunidade arbórea de um fragmento florestal em Lavras, MG. Rev. Bras. Bot. 31(2):287-302.
Crossref

 
 

Marcuzzo SB, Araujo MM, Longhi SJ (2013). Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical. Rev. Árvore 37(2):275-287.
Crossref

 
 

Marques AOF, Dallarosa RG, Pacheco VB (2005). Radiação solar e distribuição vertical de área foliar em floresta – Reserva Biológica do Cuieiras – ZF2, Manaus. Acta Amaz. 35(4):427-436.
Crossref

 
 

Martins SV, Ribeiro TM, Gleriani JM, AmaralI CHD (2008). Caracterização do dossel e do estrato de regeneração natural no sub-bosque e em clareiras de uma Florestal Estacional Semidecidual no município de Viçosa, MG. Rev. Árvore 32(4):59-767.
Crossref

 
 

Meira-Neto JAA, Martins FR, Souza AL (2005). Influência da cobertura e do solo na composição florística do sub-bosque em uma floresta estacional semidecidual em Viçosa, MG, Brasil. Acta Bot. Bras. 19(3):473-486.
Crossref

 
 

Oliveira-Filho AT, Carvalho WA, Machado EL, Higuchi P, Appolinêrio V, Castro GC, Silva A (2007). Dinâmica da comunidade e populações arbóreas da borda e interior de um remanescente florestal na Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, em um intervalo de cinco anos (1999-2004). Rev. Bras. Bot. 30(1): 149-161.
Crossref

 
 

Oliveira-Filho AT, Vilela EA, Carvalho DA, Gavilanes ML (1994). Effects of soil and topography on distribution of tree species in a tropical riverine forest in South-Eastern Brazil. J. Trop. Ecol. 10(3): 483-508.
Crossref

 
 

Pezzopane JEM, Reis GG, Reis MGF, Higuchi P, Polli HQ (2002). Aspectos ecofisiológicos de algumas espécies arbóreas em uma floresta estacional semidecidual secundária. Rev. Bras. Agrometeorol. 10(2):273-281.

 
 

Rodrigues LA, Carvalho DAD, Oliveira Filho ATD, Curi N (2007). Efeitos de solos e topografia sobre a distribuição de espécies arbóreas em um fragmento de floresta estacional semidecidual, em Luminárias, MG. Rev. Árvore 31(1):25-35.
Crossref

 
 

Rondon-Neto MR, Kozera C, de Andrade RDR, Cecy AT, Hummes AP, Fritzsons E, de Souza MKF (2002). Caracterização florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista, em Curitiba, PR-Brasil. Floresta 32(1):3-16.
Crossref

 
 

Russo SE, Zhang L, Tan S (2012). Covariation between under storey light environments and soil resources in Bornean mixed dipterocarp rain forest. J. Trop. Ecol. 28(1):33-44.
Crossref

 
 

Silva AC, Van Den Berg E, Higuchi P, Oliveira-Filho AT, Marques JJGSM, Appolinário V, Nunes MH (2009). Florística e estrutura da comunidade arbórea em fragmentos de floresta aluvial em São Sebastião da Bela Vista, Minas Gerais, Brasil. Rev. Bras. Bot. 32(2):283-297.
Crossref

 
 

Soares MP, Reys P, Pifano DS, Sá JLD, Silva POD, Santos TM, Silva FG (2015). Relationship between edaphic factors and vegetation in savannas of Brazilian Midwest región. Rev. Bras. Ciênc. Solo 39(3):821-829.
Crossref

 
 

Venturoli F, Fagg CW, Fagg, JM (2010). Crescimento de uma floresta estacional semidecídua secundária sob manejo em relação a fatores ambientais, em Pirenópolis, Goiás. Rev. Biol. Neotrop. 7(2):1-11.

 
 

Wirth R, Weber B, Ryel RJ (2001). Spatial and temporal variability of canopy structure in a tropical moist forest. Acta Oecol. 22(5/6):1-10.
Crossref

 
 

Wortley L, Hero JM, Howes M (2013). Evaluating Ecological Restoration success: a review of the literature. Restor. Ecol. 21(5):537-543.
Crossref